As notas médias dos exames realizados pelos alunos do 6.º, 9.º e 12.º ano desceram e nenhum distrito conseguiu ter média positiva nas provas realizadas no final do passado ano letivo.

Coimbra, onde se encontra a melhor escola pública do ensino secundário, foi o distrito com a média mais alta. No entanto, não conseguiu atingir a positiva, segundo uma análise realizada pela Agência Lusa aos dados disponibilizados pelo Ministério da Educação e Ciência.

Este ano, pela primeira vez, todos os distritos tiveram média negativa tanto nos exames nacionais do 6.º como do 9.º e 12.º ano.

No ensino secundário, as médias nos exames baixaram em relação ao ano passado e as instituições de ensino particular e cooperativo voltaram a conseguir as melhores classificações nas listagens elaboradas pela Lusa.

A prestação dos alunos do 12.º ano fez com que apenas 151 escolas tivessem média positiva, num universo de 619 estabelecimentos de ensino (cerca 24%).

No 9.º ano, quase 90% das escolas chumbou nos exames de Português e Matemática, os únicos realizados pelos alunos do 3.º ciclo: Apenas 158 dos 1308 estabelecimentos de ensino registaram uma média positiva na conjugação dos dois exames.

A diferença das médias nos exames do 9.º ano foi muito ligeira: 86,24% das escolas tiveram médias negativas a Matemática e 86,62% chumbaram a Português.

No 6.º ano, os resultados das provas foram um pouco melhores, mas mesmo assim só 21% das escolas conseguiram chegar à média positiva.

Olhando para cada uma das disciplinas, Matemática superou Português, mas por uma ligeira diferença: 23,2% das escolas conseguiu uma média positiva a matemática contra 21% a Português.

Pela primeira vez no ano passado, cerca de 100 mil alunos do 4.º ano foram chamados a prestar provas a Português e Matemática. Também neste nível de ensino os resultados foram negativos: apenas 27% das escolas conseguiram ter média positiva na conjugação das duas provas.

Para os mais novos, Português colocou mais dificuldades: Se na prova da língua, 85% das escolas tiveram média negativa, na Matemática cerca de 45% dos estabelecimentos conseguiram chegar à média positiva.