As disciplinas de Português e Matemática do 12º ano mantiveram a média negativa de resultados na segunda fase dos exames nacionais, ambas com médias abaixo dos 9 valores.

A informação veiculada pela Lusa tem por fonte o Ministério da Educação e Ciência (MEC).

Português obteve uma média de 8,9 valores, em 26.282 provas realizadas. Matemática A registou 8,4 valores de média nesta fase dos exames, em 28.294 provas realizadas.

A Português, exame fundamental para o acesso ao ensino superior dos alunos das áreas humanísticas, cerca de 55% das provas na segunda fase dos exames teve nota negativa.

Matemática A, fundamental no acesso ao ensino superior para os alunos das áreas científicas, foram quase 60% os exames com resultados negativos.

As provas são classificadas numa escala de 0 a 20 e só a partir dos 10 valores as notas são consideradas positivas.

Em relação à primeira fase dos exames, Português manteve a mesma média - 8,9 valores - e a de Matemática registou uma ligeira melhoria de duas décimas, subindo dos 8,2 para os 8,4 valores.

Nas outras duas disciplinas mais concorridas nos exames - Física e Química A e Geologia e Biologia, com mais de 25 mil provas realizadas a cada uma das disciplinas na segunda fase - a média foi ligeiramente superior, quando comparada com os resultados obtidos na primeira fase.

Física e Química A, com 27.516 provas realizadas, registou uma média de 8,8 valores, mais um valor do que na primeira fase, que registou 7,8 valores. Em Biologia e Geologia, nas 25.160 provas realizadas, a nota média ficou-se pelos 8,4 valores.

Nas duas disciplinas a percentagem de notas negativas ficou próxima dos 60%.

«Verifica-se que 59% dos alunos que realizaram exame nacional de Matemática A repetiram o exame na segunda fase. No caso da disciplina de Física e Química A, Biologia e Geologia e Português esta percentagem foi de, respetivamente, 52%, 49% e 37%», refere o Ministério, em comunicado.

No total de todas as disciplinas, dos 135.720 exames realizados, 79.678 tiveram nota negativa, o que dá uma percentagem de «chumbos», em exame, de 58,7%.

«Os exames da segunda fase, como tem sido habitual, apresentam resultados em regra ligeiramente inferiores aos observados na primeira fase, o que se explica, em grande parte, pelo facto de muitos dos alunos que os realizam serem os que tinham obtido resultados negativos na primeira fase», justificou o MEC.

O ministério refere também que, das 23 disciplinas em exame, 13 têm resultados médios negativos, mais quatro do que o registado na primeira fase. As contas do Ministério consideram, no entanto, as médias negativas abaixo dos 9,5 valores, a nota a partir da qual os alunos podem usar o resultado no exame para candidaturas ao ensino superior, uma vez que o arredondamento é permitido.

Se forem contabilizadas como médias positivas apenas aquelas que são iguais ou superiores a 10, então são 18 as disciplinas com resultados médios negativos, em 23 disciplinas a exame.

A segunda fase dos exames nacionais realizou-se em 637 escolas do território nacional.

As notas da segunda fase dos exames nacionais do ensino secundário, que se decorreu entre 16 e 18 de julho, foram hoje afixadas.

Os exames nacionais valem 30 por cento na nota final do aluno.

[artigo atualizado às 21:09]