A quase totalidade dos alunos inscritos para realizar, esta segunda-feira, as provas de Português do 4.º ano e do 6.º ano de escolaridade compareceram à chamada, indicou o Ministério da Educação e Ciência.

De acordo com os dados estatísticos do Júri Nacional de Exames, 99,4% dos inscritos na prova do 4.º ano compareceram hoje nas escolas para a realizar, acontecendo o mesmo 98,6% dos alunos do 6.º ano inscritos.

Para a prova de Português do 4.º ano, marcada para as 09:30 de hoje, estavam inscritos 103.091 alunos e, para o exame do 6.º ano, agendada para as 14:00, estavam inscritos 108.879 estudantes.

Na quarta-feira, os alunos do 4.º e do 6.º ano voltam a ser chamados a prestar provas, desta vez a Matemática.

Os resultados serão afixados a 12 de junho e, pela primeira vez este ano, os alunos do 6.º ano poderão também ter acompanhamento extraordinário, tal como aconteceu no ano passado com os alunos do 4. º ano que mostraram ter algumas dificuldades nas provas.

«Após a realização das reuniões de avaliação, já com o conhecimento e com a ponderação dos resultados da 1.ª fase das provas, aos alunos que não obtenham aprovação final será possibilitada, com a concordância dos encarregados de educação, a frequência daquele período, que decorrerá até 04 de julho. Estes alunos terão assim uma nova oportunidade, podendo repetir as provas na segunda fase, após um acompanhamento mais direcionado», explicou o Ministério da Educação e Ciência.

Terminado o acompanhamento, os alunos realizam a segunda fase das provas, marcada para 09 e 14 de julho (Português e Matemática, respetivamente).

Estas provas têm um peso de 30% na avaliação final e, este ano, o processo de vigilância das provas envolve cerca de 10 mil professores, em cada ciclo.