A PSP de Évora apreendeu hoje sete cavalos que representavam perigo para duas estradas, na periferia da cidade, elevando para 12 o número total de equídeos já recolhidos desde o acidente do dia de Natal.

Em comunicado, o Comando Distrital de Évora da PSP refere que a apreensão dos animais foi efetuada durante uma operação de fiscalização conjunta com os serviços veterinários e de proteção civil do município.

Fonte policial explicou à agência Lusa que os animais apreendidos esta terça-feira «estavam num local que oferecia perigo» para duas vias rodoviárias, que ligam Évora a Reguengos de Monsaraz e a Viana do Alentejo.

Além disso, acrescentou a fonte, aquando da fiscalização, «não se sabia quem era o proprietário» dos cavalos.

Segundo a Polícia, os animais apreendidos foram entregues à Câmara de Évora e foram elaborados os respetivos autos por contra ordenação.

O acidente, que ocorreu no dia de Natal de 2013 na Estrada Nacional (EN) 114, entre Évora e Montemor-o-Novo, envolveu a colisão de dois veículos ligeiros de passageiros, após um deles ter colidido com um cavalo à solta que terá invadido a faixa de rodagem.

Na sequência do acidente, morreu um casal, de 52 e 46 anos, e uma criança de cinco anos que seguiam no veículo que embateu no cavalo, assim como uma idosa de 83 anos, que viajava no outro automóvel.

O acidente provocou ainda quatro feridos graves.