"Luta pela tua vida, diz não à eutanásia. A eutanásia mata". Foi esta a mensagem escolhida pelo CDS-PP de Almada para promover a campanha contra a morte assistida. O cartaz com a mensagem de campanha foi publicado pelo partido, esta quinta-feira de madrugada no Facebook, mas gerou tanta controvérsia entre os internautas que acabou por ser eliminada e já não se encontra disponível. 

Vários utilizadores da rede social reagiram à campanha do partido de Assunção Cristas. E se houve quem não se sentisse incomodado com o cartaz, que anuncia uma concentração contra a morte assistida para dia 29 de Maio, em frente à Assembleia da República, houve também quem fizesse piadas por causa da frase "A eutanásia mata"

A Eutanásia mata? A sério? Obrigada doutor pelo esclarecimento", escreveu uma utilizadora. 

 

 

 

 

 

Perante estes e outros comentários, o CDS-PP de Almada deixou um aviso no Facebook. O partido avisou que ia "apagar todos os comentários" que fossem "deselegantes" ou "ofensivos", tendo em conta a seriedade do tema. Horas depois, a publicação foi eliminada da rede social.

A TVI24 tentou entrar em contacto com CDS-PP de Almada, mas sem sucesso.