Dados divulgados hoje pelo Eurostat indicam que, em 2012, 39,9% das mulheres na União Europeia (UE) entre os 30 e os 34 anos tinham uma licenciatura, contra 32% dos homens na mesma faixa etária, uma tendência acompanhada por Portugal.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, e também com dados de 2012, em Portugal 30,1% das mulheres entre os 30 e os 34 anos tinham uma licenciatura, acima de 24,3% de homens.

Segundo os dados do Eurostat, publicados no âmbito do Dia Internacional da Mulher, que se assinala sábado, dos 28 Estados-membros, só o Luxemburgo tem mais jovens licenciados do que licenciadas, ainda assim por uma curta margem de 50,4% contra 48,9%.

Em relação ao abandono escolar precoce ¿ e na faixa etária entre os 18 e os 24 anos ¿ a média da UE era vantajosa para as mulheres (10,9%) em relação aos homens (14,4%).

Em Portugal, a diferença é muito mais acentuada: apenas 14,3% das mulheres abandonaram precocemente a escola ou a formação, contra 27,1% dos homens.

Neste indicador, apenas na Bulgária há maior abandono escolar precoce feminino do que no masculino (13,0% contra 12,1%).