Um grupo de 14 bailarinos portuenses participaram este fim-de-semana no Youth America Grand Prix, a maior competição para bolsas de estudo de Ballet Clássico no Mundo, tendo o jovem Rodrigo Pinto sido escolhido como finalista.

Rodrigo Pinto foi um dos 12 rapazes entre os 15 e os 19 anos selecionados para dançar na «Final Round», um espetáculo que acontece no teatro David H. Koch, no Lincoln Center, no final das provas.

Nesse espetáculo, com o tema «as estrelas de hoje conhecem as estrelas de amanhã», o público tem oportunidade de ver alguns dos melhores concorrentes solistas dos escalões júnior a atuar com bailarinos sénior.

Como prémio de ter chegado a estas finais, Rodrigo Pinto recebeu quatro bolsas de estudo. Um curso de verão do Dutch Nacional Ballet School, na Holanda, um curso de verão e um ano letivo no Sarasota Ballet School , na Flórida, e outro no Rock School for Dance, em Filadélfia.

No ano passado, o bailarino já tinha sido escolhido para participar na gala final, espetáculo em que foi o único bailarino europeu a participar.

Portugal foi ainda representado por duas solistas da escola «Espaço Dança», Adriana Cipriano, de 10 anos, e Teresa Borges, 10, e outras quatro coreografias de grupo.

«A escola obteve pontuações altíssimas, mostrando que merecia estar nas finais», informou hoje a escola.

O apuramento para esta competição foi realizado em dezembro do ano passado, em Bruxelas.

Há 15 anos que o Youth America Grand Prix atribui anualmente mais de 250 mil dólares em bolsas de estudo a jovens entre os 9 e os 19 anos.