As mulheres que comem regularmente fast food e deixam a fruta de fora da dieta têm mais probabilidade de ter problemas a engravidar. 

Este é o resultado de um estudo do Human Reproduction realizado em mais de cinco mil mulheres, onde se concluiu que as mulheres que comem comida de plástico, quatro ou mais vezes por semana, demoram mais um mês a engravidar do que as outras que nunca ou raramente comem.

No entanto, foram registadas complicações no estudo, tais como a dificuldade da mulher se lembrar do que tinha comido nos meses antes de engravidar.

Os investigadores perceberam que as mulheres que comiam frutas menos de uma a três vezes por mês demoravam em média mais meio mês para ficarem grávidas do que aquelas que comiam três ou mais vezes por dia.

 Estes resultados mostram que comer uma dieta de boa qualidade que inclui frutas e minimiza o consumo de fast food melhora a fertilidade e reduz o tempo necessário para engravidar", explica a investigadora e professora Claire Roberts, da Universidade de Adelaide, Austrália.

O estudo que feito em  mulheres da Nova Zelândia, da Austrália, do Reino Unido e da Irlanda conclui que uma dieta saudável do casal é essencial quando estão a tentar ter filhos.