Os músculos do coração podem ser regenerados através do estímulo de uma hormona, o que abre a possibilidade para novos tratamentos contra ataques cardíacos, segundo um estudo divulgado esta terça-feira.

A inovação é de um grupo de cientistas que conseguiu reativar o crescimento das células musculares do coração de um rato através do estímulo dessa hormona.

«O que a equipa de investigação conseguiu fazer foi aumentar o número de células musculares cardíacas em até 45% depois de um ataque do coração»


A explicação é de Richard Harvey, da Universidade de Nova Gales do Sul e do Instituto de Investigação Cardíaca Victor Chang de Austrália. 

Para o especialista, trata-se de um importante passo para reparar corações danificados, já que as suas células não se regeneram «ao contrário das do sangue, cabelo ou da pele», refere um comunicado da universidade que é citado pela Lusa.