A segunda fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior admitiu mais 8.602 novos estudantes, dos 18.281 candidatos, havendo ainda 9.006 vagas, informou esta quarta-feira a Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

Os resultados estão disponíveis a partir de agora na internet, na página oficial do acesso ao ensino superior , e os estudantes colocados têm entre até à próxima segunda-feira para se matricularem, informa um comunicado da DGES.

No comunicado acrescenta-se que cada instituição do ensino superior é que decidirá sobre se abre ou não uma terceira fase de concurso para os seus cursos.

O comunicado da DGES explicita que foram admitidos na segunda fase 8.602 novos estudantes, de um total de 10.492 colocados, porque 1.890 já estavam matriculados no ensino superior de uma colocação na primeira fase.

Igualmente se explica que à segunda fase concorreram 18.281 estudantes, dos quais 7.286 são novos candidatos em relação à primeira fase. O número de candidaturas submetidas foi ligeiramente superior mas algumas foram excluídas por não reunirem as condições legais, diz o comunicado.

A nota da DGES, do Ministério da Educação, indica que o número total de candidatos ao ensino superior público através de concurso nacional de acesso foi de 49.694.

Na primeira fase do concurso, de entre os 37.778 estudantes colocados, 4.439 não se matricularam (11,8 por cento), pelo que as vagas libertadas foram colocadas a concurso nesta segunda fase, juntamente com as vagas que sobraram da primeira.

Nos casos em que haja uma terceira fase as vagas colocadas a concurso são divulgadas no dia 02 de outubro e o processo decorre entre esse dia e o dia 06 do mesmo mês através da página oficial de acesso ao ensino superior.

Na primeira fase do concurso de acesso uma grande maioria de candidatos conseguiu lugar no ensino superior mas houve menos alunos, em relação a 2013, que conseguiram ficar na primeira opção.