O corpo da rapariga portuguesa de Castelo Branco encontrado no domingo em Ourense, Espanha, é trasladado hoje para Portugal, disse à agência Lusa o pai da jovem.

Jorge Marques confirmou a trasladação do corpo para a terra natal da jovem, Ninho do Açor, no distrito de Castelo Branco, e explicou à Lusa que as autoridades espanholas «não adiantaram nada» em relação às causa da morte de Sandra Marques.

«Apenas nos deram os seus bens e desejaram boa viagem», adiantou.

Jorge Marques disse ainda que o funeral está marcado para esta terça-feira, às 16:00, na freguesia de Ninho do Açor.

A estudante portuguesa, de 21 anos, estava em Ourense a realizar um estágio ao abrigo do programa Erasmus e estava desaparecida desde o dia 16, altura em que os pais a conseguiram contactar pela última vez.

No domingo, as autoridades espanholas encontraram, numa zona de banhos termais de Ourense, o corpo de uma mulher, hoje reconhecido pela família de Sandra.

A jovem portuguesa estava a viver em Ourense numa casa que partilhava com mais três jovens estudantes espanholas e o regresso a Portugal estava previsto para o dia 25 de março, quando terminava o estágio do Erasmus.

Sandra Marques tinha concluído a licenciatura em Serviço Social na Escola Superior de Educação (ESE) de Castelo Branco em 2014.