O SEF recusou a entrada em Portugal de uma mulher proveniente da capital do Senegal, que estava acompanha por duas crianças e com passaporte falso, alegando ser a mãe de um dos menores, indicou hoje aquele serviço de segurança.

Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) adianta que a recusa da entrada aconteceu no passado sábado, no aeroporto de Lisboa, quando a mulher, proveniente de Dakar e com passaporte falsificado, tentava entrar em Portugal

Segundo o SEF, uma das crianças, com quatro anos e titular de passaporte e cartão de identidade de país da União Europeia válidos, foi entregue ao pai, no aeroporto de Lisboa, após confirmação da autenticidade da documentação e de diligências efetuadas junto dos pais.

A mulher, de 31 anos, e o outro menor, de oito anos e portador de passaporte e autorização de residência alheios, regressaram ao país de origem, diz ainda SEF.