Uma explosão que deflagrou no dia de Natal em Espinheiro, Alcanena, numa carrinha que transportava material pirotécnico, provocou danos em oito edifícios e destruiu duas viaturas, disse esta terça-feira à Lusa o presidente da junta de freguesia.

A carrinha estava estacionada nas traseiras da igreja quando o material explodiu, tendo estilhaçado os vidros das janelas de seis habitações e danificado algumas portas, numa explosão que atingiu ainda a casa mortuária e o Museu Rural e Etnográfico, mas, felizmente, sem ferimentos a registar", disse à Lusa o presidente da União de Freguesia de Malhou, Louriceira e Espinheiro, no distrito de Santarém, Luís Cândido.

De acordo com o autarca, houve a "necessidade de assistência ao proprietário de uma viatura que ali estava estacionada devido a uma crise de ansiedade". Este automóvel ardeu parcialmente.

A explosão aconteceu cerca das 09:30 de segunda-feira, dia de Natal, no decurso das festas da localidade, tendo a carrinha carregada sido estacionada no largo da aldeia, com material pirotécnico que seria utilizado durante os festejos.

"As festas em honra da Nossa Senhora da Encarnação continuam porque não houve feridos neste incidente e porque as pessoas esperam o ano inteiro por este momento", acrescentou o autarca.

As causas da explosão estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária.

As Festas em Honra de Nossa Senhora da Encarnação decorrem até quinta-feira, dia 28 de dezembro, e contam com o apoio da Câmara Municipal de Alcanena e da Junta de Freguesia da União das Freguesias de Malhou, Louriceira e Espinheiro.