As farmácias portuguesas junto à fronteira com Espanha esgotaram as vacinas contra a varicela. As alterações ao calendário de vacinação em Espanha e o facto de as vacinas terem sido retiradas das farmácias no país vizinho levaram os pais espanhóis a procurar o produto em Portugal.

Uma norma de agosto da Agência Espanhola do Medicamento proibiu a venda em farmácias da vacina em causa, que passou a ser administrada aos 12 anos. Mas os pediatras continuam a aconselhar os pais a vacinar os filhos mais cedo. Sem acesso à vacina, muitos espanhóis atravessam a fronteira para a comprar em Portugal.

Em Portugal, a vacina contra a varicela não está incluída no programa nacional de vacinação, mas está autorizada pelo Infarmed, mediante prescrição médica.