Quatro dos nove detidos no sábado por alegadamente participarem no esfaqueamento de um jovem, de 23 anos, no Cais do Sodré, ficaram em prisão preventiva, informou o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis).

O Cometlis refere que três dos suspeitos, por terem menos de 16 anos (têm 15 anos), foram sinalizados à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e entregues aos pais, enquanto um dos elementos ficou sujeito à medida de coação de Termo de Identidade e Residência e um outro acabou por ser libertado por não haver indícios da sua participação na rixa.

Em comunicado, a polícia acrescenta que os suspeitos, com idades entre 18 e 22 anos, estão indiciados pelo crime de participação em rixa.


Vítima continua internada em São José


A vítima ficou ferida com gravidade e continua internada no Hospital de São José, em Lisboa.

A desordem ocorreu pelas 13:30 de sábado, após a qual os suspeitos embarcaram num Catamarã, na Estação Fluvial do Cais do Sodré, em direção ao Seixal, na margem sul do rio Tejo.

A PSP solicitou apoio à Polícia Marítima, que transportou os agentes policiais de barco até ao Catamarã, para realizarem a abordagem à embarcação, em pleno estuário do rio Tejo.

“No interior da embarcação foram localizados e intercetados todos os suspeitos (num total de nove homens), bem como a arma branca utilizada no ilícito, sendo também apreendida uma corrente metálica que um dos suspeitos terá utilizado na contenda”, cita a Lusa.