O homem que esfaqueou a ex-mulher em Cuba, no Alentejo, deixando-a em estado grave, está indiciado do crime de tentativa de homicídio e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse hoje à Lusa fonte da GNR.

Segundo a fonte, o homem, de 40 anos, foi presente ao Tribunal de Cuba, esta quarta-feira, que lhe decretou a medida de coação mais grave, ficando a aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Beja.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja, o homem esfaqueou a ex-mulher, de 28 anos, na segunda-feira à noite, no Monte do Acácio, a cerca de quatro quilómetros da vila de Cuba, no distrito de Beja, tendo o alerta sido dado às 21:19.

A mulher, que estava em casa, acompanhada pelo atual companheiro, que terá assistido a tudo, sofreu vários ferimentos de arma branca no pescoço e no peito, disse a fonte da GNR.

Após a agressão, o homem fugiu e a mulher entrou, na segunda-feira à noite, em estado grave, no Serviço de Urgências do hospital de Beja, onde foi assistida, mas, «devido à gravidade» dos ferimentos, foi transferida na madrugada de terça-feira para o Hospital de São José, em Lisboa.

A GNR montou um dispositivo para tentar encontrar o homem, o qual acabou por se entregar por volta da 01:00 de terça-feira na esquadra da PSP de Beja.