O homem que na terça-feira agrediu com um x-ato um militar da GNR de Tondela, Viseu, colocando-se depois em fuga, voltou a agredir mais um guarda, acabando detido esta quarta-feira de madrugada, revelou à Lusa uma fonte da GNR.

De acordo com a fonte, um militar do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Santa Comba Dão foi golpeado na face, na terça-feira à noite, encontrando-se internado no Centro Hospitalar Tondela-Viseu a aguardar avaliação para uma possível intervenção cirúrgica.

A agressão terá sido perpetrada "quando o militar participava numa tentativa de deter o homem", que já durante a tarde de terça-feira tinha ferido um outro guarda.

A primeira agressão teve lugar no centro da cidade de Tondela, já perto das 17:00 de terça-feira, quando o militar da GNR pretendia dar cumprimento a um mandado de condução para hospital psiquiátrico.

"O militar sofreu uma agressão grave com um x-ato, tendo sido desferido um golpe no pescoço e outro numa perna. Primeiro foi assistido no Hospital de Tondela, seguindo depois para Viseu", descreveu a fonte.

O agressor, com idade na casa dos 30 anos, colocou-se em fuga e acabou por se recolher em casa, na Ermida, de onde foi retirado por volta das 02:00 desta quarta-feira pela GNR, tendo estado no local uma equipa de negociadores.

"O homem automutilou-se num braço e teve de receber assistência médica, antes de ser conduzido para o hospital Psiquiátrico de Abraveses", referiu a mesma fonte.