Uma escuteira que tinha sido atropelada na passada segunda-feira em São Jacinto, no concelho de Aveiro, acabou por morrer no Hospital de Coimbra, disse hoje à agência Lusa fonte hospitalar.

A menina de 13 anos não resistiu aos ferimentos, tendo vindo a morrer ontem [terça-feira] à noite por volta das 21:30”, disse à Lusa a mesma fonte.

O Corpo Nacional de Escutas declarou luto oficial nacional de sete dias.

O Movimento Escutista e o Corpo Nacional de Escutas ficaram hoje mais pobres pela partida de uma exploradora do agrupamento 774 Queijas da região de Lisboa para o acampamento eterno, vítima de um trágico acidente”, escreve o Corpo Nacional de Escutas na sua página na rede social Facebook.

O acidente ocorreu na passada segunda-feira, pelas 18:30, na estrada nacional 327, paralela à ria de Aveiro.

A vítima seguia a pé num grupo de escuteiros, quando foi colhida por um automóvel, tendo sido projetada para a ria.

A menor acabou por ser retirada da água pelo chefe do grupo de escuteiros que integrava.

Depois de ter sido estabilizada no local pelos Bombeiros Novos de Aveiro, a vítima foi transportada de helicóptero para o Hospital de Coimbra