A Polícia Judiciária da Guarda anunciou esta sexta-feira a detenção, em Vila Nova de Foz Côa, de um agricultor, de 43 anos, pela presumível autoria da prática de dois crimes de escravidão.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere, em comunicado, que a detenção do suspeito ocorreu em «flagrante delito».

«A investigação, iniciada em finais de 2012, permitiu a localização e libertação de dois indivíduos, pai e filho, de 45 e 22 anos, respetivamente, que, privados da liberdade e em condições que indiciavam fortes indícios de escravatura, eram utilizados na execução de vários trabalhos agrícolas», refere a nota da PJ.

O detido vai ser presente às autoridades judiciárias para interrogatório e aplicação de medidas de coação tidas por adequadas, indica a mesma fonte.