Cerca de 20 alunos do  Colégio da Torre D. Chama tiveram de ser transportados até à urgência do hospital de Mirandela, entre ontem e esta quinta-feira, por causa de suspeitas de uma intoxicação alimentar. Dois deles tiveram mesmo de ficar internados.

Os sintomas comuns como  diarreia, vómitos, náuseas, cefaleias e febre estão a fazer com que os estudantes, com idades entre os 10 e os 16 anos, recorram ao hospital desde a tarde de quarta-feira, segundo disse à Lusa fonte hospitalar.

Até às 15:00 de hoje foram atendidos «cerca de 20» doentes nesta faixa etária, todos alunos do mesmo estabelecimento de ensino e que referiram que os sintomas terão começado «depois do almoço de massa com carne», na quarta-feira, no referido colégio.

Alguns dos jovens já recorreram por duas vezes à urgência, um das quais, com 14 anos, ficou hoje internada. Segundo a fonte hospitalar, está ainda internado um segundo jovem de 13 anos. A fonte adiantou ainda que ambos se encontram em observações.

A Lusa contactou o Colégio de Torre D. Chama, onde foi transmitido que ninguém da direção pedagógica estava disponível para atender.