O agrupamento de Escolas de Silves instaurou um processo disciplinar a uma professora acusada de agredir e humilhar um aluno de 6 anos, disse à agência Lusa o diretor, João Gomes, acrescentando que a docente continuará em funções.

«O processo disciplinar já foi instaurado, já há um instrutor nomeado e agora vamos aguardar pelas conclusões», afirmou o diretor do agrupamento de escola de Silves, apontando para um período de «um mês» até o processo ficar concluído.

Em causa, está uma queixa apresentada na GNR pela mãe de um aluno de 6 anos da Escola Básica 1 de Silves, na qual a professora foi acusada de ter agredido e humilhado a criança junto dos colegas, confirmou à Lusa fonte do Comando territorial de Faro dessa força de segurança.

A notícia foi esta quinta-feira avançada pelo «Correia da Manhã», que dá conta de um relato da mãe do aluno, em que a progenitora diz existir uma gravação na qual é audível a professora a bater e a humilhar a criança de seis anos.

«A professora continua em funções e o aluno foi mudado de escola para a Escola Básica 1 n.º 2 de Silves», disse ainda o diretor do agrupamento.

Questionado sobre a pena que pode ser aplicada à professora em questão, João Gomes respondeu que «isso será o instrutor que decidirá».