Mais de metade das crianças estudam na freguesia onde residem, são transportadas de automóvel para a escola e demoram até 15 minutos a fazer o trajeto, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta sexta-feira.

Os dados, divulgados a propósito do Dia Mundial da Criança, que se comemora no domingo, indicam que, em 2011, cerca de 63% das crianças frequentavam a escola na freguesia onde moram, 28,7% noutra freguesia do mesmo município e apenas 8,2% tinham que se deslocar para fora do município de residência.

O local da escola frequentada variava de acordo com o nível de ensino frequentado.

«Este movimento de afastamento do local de estudo relativamente ao local de residência tinha maior expressão nos alunos do ensino secundário, em que 43,8% estudava fora da freguesia de residência e 14,5% estudava fora do município onde vivia», observam os dados.

Das crianças que estudavam em 2011, 21,6% estavam no ensino pré-escolar, 37,2% no 1º ciclo, 19,9% no 2º ciclo e 21,1% no 3º ciclo.

Mais de metade (53%) das crianças são transportadas de carro para a escola, enquanto 25,1% fazem o percurso a pé, 14,6% vão de autocarro e 6,3 utilizam o transporte escolar.

A maior parte das crianças (78,3%) demorava até 15 minutos a realizar o trajeto casa-escola, 18,6% entre 16 e 30 minutos e 2,8% até uma hora.

Para 0,3% dos alunos, o trajeto tinha a duração de 60 a 90 minutos, adianta o INE, explicando que o aumento do tempo de deslocação varia com a idade, o que pode estar relacionado com a mudança de nível de ensino e o facto de terem de descolar-se para estabelecimentos de ensino mais distantes do local da sua residência.

O INE analisou também o uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) na população dos 10 aos 15 anos.

Em 2012, a utilização das TIC encontrava-se largamente difundida entre esta população: 98% utilizavam computador, 95% acediam à Internet e 93% usavam telemóvel.

Nesta faixa etária, a residência era o principal local de utilização do computador e da Internet, 94% e 90%, respetivamente.

A escola representava também uma referência importante com 69% de utilizadores de computador e 65% de Internet.

Segundo os dados, 97% da população dos 10 aos 15 anos disseram recorrer à internet para procurar informação para trabalhos escolares, 84% utilizava também a internet em atividades de comunicação, como colocação de mensagens em chats, blogs, websites de redes sociais, newsgroups, fóruns de discussão online e mensagens escritas em tempo real.

Já 81% utilizava a internet para envio e receção de e-mails, jogos, dowload de jogos, imagens, filmes ou música.