Um aluno de 14 anos entrou, esta terça-feira, no colégio privado  da Imaculada Conceição, em Cernache, a sul de Coimbra vestido de palhaço e ameaçou uma professora e o diretor do estabelecimento com uma arma de plástico.

Ao que a TVI apurou no local, o jovem que pertence a uma turma do oitavo ano, chegou à escola cerca das 8:30 e foi para a casa de banho. Pouco depois um colega chamou-o e este dirigiu-se à porta da sala, vestido de palhaço, e apontou uma pistola de plástico à professora, que o tentou acalmar. Já no corredor, a professora chamou o diretor pedagógico do colégio que reparou que o aluno tinha consigo uma outra arma, um revólver  da marca "Tauros", calibre 32 mm, que estava carregada.

O diretor conseguiu distrair o aluno e retirou-lhe o revólver, levando-o depois para uma sala onde o conseguiu acalmar até à chegada do INEM e da GNR.


O comandante do Destacamento Territorial de Coimbra, capitão Campos, adiantou à Lusa que o incidente ocorreu por "razões ainda desconhecidas" das autoridades, mas que não se registaram feridos.
 

"A patrulha da GNR foi chamada ao local, mas a professora e do diretor já tinham a situação dominada, tendo convencido o jovem a entregar a arma de fogo e as munições".


Segundo o capitão Campos, o aluno tinha introduzido "algumas munições no tambor" do revólver encontrado pelo diretor e tinha outras na sua posse.

O menor foi depois transportado pela GNR para o Hospital Pediátrico de Coimbra, a fim de ser submetido a avaliação médica.

De acordo com testemunhas, o aluno está referenciado como conflituoso com os colegas e professores, era seguido no Hospital Pediátrico de Coimbra e estava a ser tratado para uma depressão.