Doze das 14 pessoas que entraram na madrugada desta sexta-feira no Hospital de Torres Novas, com sintomas de intoxicação, tiveram alta hospitalar ao meio da tarde, cerca da 17:00.

"Dos 14 internados durante o dia de hoje, apenas dois se mantêm na Unidade hospitalar de Torres Novas. No entanto, tudo aponta para que tenham alta até ao final desta tarde", disse à agência Lusa fonte oficial do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT).

A mesma fonte referiu que as 14 pessoas (11 homens e três mulheres), provenientes da Escola Prática de Polícia (EPP) de Torres Novas, começaram a chegar espaçadamente desde as 02:00, "apresentando como sintomas vómitos, diarreia e cólicas abdominais".

Segundo o CHMT, às vítimas de intoxicação "foi-lhes administrada terapêutica de suporte e sintomática, tendo também sido administrada alimentação que não rejeitaram. Todos reagiram bem e já tiveram alta, à exceção de dois indivíduos que chegaram mais tarde à unidade hospitalar mas que também estão a reagir bem", vincou.

Em declarações à Lusa, o subcomissário João Moura confirmou que os 11 homens são alunos do curso de formação de agentes, acrescentando tratar-se de uma situação relacionada com a alimentação realizada fora da EPP, possivelmente durante um jantar de convívio na noite de quinta-feira, onde os 11 alunos marcaram presença e ao qual a PSP é totalmente alheia.

O porta-voz da Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) afirmou que os alunos foram internados "por precaução".

Sobre as três mulheres também internadas, a PSP referiu não serem alunas da EPP de Torres Novas.