A direção da Escola Superior de Enfermagem do Hospital de Santa Maria, no Porto, apresentou uma queixa à polícia por a sua página na internet ter sido atacada por hackers, disse esta quarta-feira à Lusa o presidente da instituição.

Em declarações à Lusa, José Manuel Silva referiu que, depois de ter sido detetada a invasão dos piratas informáticos, a «queixa às autoridades» foi apresentada na terça-feira.

De acordo com a edição desta quarta-feira do «Jornal de Notícias», a invasão dos hackers foi detetada na segunda-feira à noite pelos serviços técnicos da escola, sendo que os piratas colocaram no site um vídeo, com palavras em inglês, a apelar à adesão ao Estado islâmico.

O diretor da escola adiantou não ter «nenhuma explicação» para o que aconteceu, tendo em conta que se trata de uma instituição educativa.

Contactada pela Lusa, fonte da Polícia Judiciária, confirmou que o caso está «sob investigação», depois de ter sido apresentada pela direção da escola «uma denúncia de crime cometido por meio informático”».

A página na internet da escola está agora indisponível.

A Escola Superior de Enfermagem de Santa Maria é um estabelecimento de ensino superior politécnico particular, pertencente à província Portuguesa das Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora.