A praia de Vila Praia de Âncora, em Caminha, perdeu, temporariamente, a bandeira azul tendo sido colocada sinalização desaconselhando os banhos de mar, informou o comandante da Polícia Marítima (PM) local esta quinta-feira.

Em declarações à agência Lusa, Gonzalez dos Paços adiantou que "por indicação da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) foi arreada, na quarta-feira a bandeira azul e içada a bandeira vermelha tendo sido colocada sinalética a indicar que se trata de água não recomendável a banhos".

O presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, explicou que "o resultado de uma das três amostras recolhidas em locais diferentes da praia durante as análises realizadas periodicamente pela autarquia revelou resultados que punham em causa a qualidade da água".

Perante esta situação optamos, de forma preventiva, por cumprir as regras e arrear a bandeira azul até chegarem os resultados das contraprovas que efetuamos hoje ", explicou o autarca socialista.

Miguel Alves adiantou que "o resultado das contraprovas deverá chegar na sexta-feira" manifestando-se "confiante de que os resultados vão ser favoráveis".

O autarca disse desconhecer a origem do problema.

O Galardão Bandeira Azul é uma distinção atribuída anualmente pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE) a praias (marítimas e fluviais) e marinas que cumpram um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, segurança, bem-estar, infraestruturas de apoio, informação aos utentes e sensibilização ambiental.

As praias e marinas distinguidas ficam autorizadas a ostentar a bandeira oferecida pela FEE durante a época balnear.