A Polícia Judiciária detetou em Portugal uma criança de sete anos que tinha sido vítima de rapto parental na Polónia em julho de 2011, tendo detido a mãe, segundo um comunicado hoje divulgado.

A investigação estava a ser desenvolvida «de forma contínua e em vários locais do país» desde novembro do ano passado e a criança foi agora localizada na Manta Rota, no Algarve.

O rapto do rapaz pela própria mãe tinha ocorrido na Polónia. Depois, a mulher passou a viver com a criança «de forma dissimulada», atuando de maneira a não ser detetada e negando ao pai qualquer tipo de contato com o filho.

A mãe suspeita do rapto parental vai hoje responder perante a autoridade judicial, que irá determinar as medidas de coação.

A criança foi localizada pela Unidade Nacional Contra Terrorismo, da PJ, na sequência da investigação que estava a ser desenvolvida em inquérito do Ministério Público de Coruche.