Notícia atualizada às 20:36

O incêndio que lavrou durante a tarde de hoje na localidade de Azoia, no concelho de Sesimbra, foi dominado cerca das 19:40, disse à agência Lusa a comandante distrital de Setúbal da Proteção Civil.

Patrícia Gaspar sublinhou que os meios, incluindo mais de 150 bombeiros, vão manter-se no local nas operações de rescaldo e para evitar reacendimentos. A comandante acrescentou que o fogo consumiu uma área de mato e não provocou danos de maior.

A responsável pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Setúbal informou que o bombeiro da corporação de Sesimbra transportado para o Hospital Garcia de Orta, em Almada, "está bem", tendo sido levado para aquela unidade hospitalar por precaução devido à inalação de fumo.

As chamas obrigaram ao corte da Estrada Nacional 379, entre a Estalagem dos Zimbros e Pinheirinhos, a qual, segundo Patrícia Gaspar vai continuar cortada ao trânsito para facilitar o acesso dos meios ao teatro de operações.

A via, frisou, será reaberta assim que for possível.

Segundo informação da página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o incêndio, que deflagrou às 14:27, chegou a ter duas frentes ativas e mobilizou 169 operacionais e 51 viaturas, além de três meios aéreos.

Às 15:35 as chamas obrigaram ao corte da Estrada Nacional 379, entre a Estalagem dos Zimbros e Pinheirinhos. Não há previsão da sua reabertura.

A meio da tarde, fonte da Proteção Civil de Setúbal afirmou à Lusa que o combate estava a «evoluir favoravelmente».

Foi instalado um posto de comando junto à Estalagem dos Zimbros.