O Banco de Partilha Social vai lançar uma campanha de mobilização nacional, em que desafia os portugueses a partilharem 20 euros por ano e contribuírem assim para esta causa social que pretende criar já este ano 500 postos de trabalho.

Fundado há um ano por um grupo de seis jovens, o Banco de Partilha Social (BPS) propõe gerar 20 mil postos de trabalho em cinco anos, através da criação de uma rede nacional de jovens, chamados «Anjos da Guarda Social», para acompanhar idosos, e de uma rede de hortas para desempregados de longa duração.

«Vamos conseguir criar postos de trabalho para os jovens que estão em situação desesperante de desemprego e ajudar os idosos que estão isolados», explicou Luís Figueiredo, um dos mentores da iniciativa, que falava à Lusa a propósito do I Encontro Nacional BPS, que vai decorrer entre quinta-feira e domingo, em Almada.