Para garantir e promover as igualdades salariais entre os dois sexos, o governo aprovou, esta quinta-feira, em conselho de ministros, uma nova resolução.

Emitida em nota e citada pela agência Lusa, a resolução pretende promover oportunidades iguais para homens e mulheres no mercado de trabalho e pedem um «incentivo ao aprofundamento da responsabilidade social das empresas».

O governo quer eliminar a segregação no mercado de trabalho, através da «elaboração e divulgação de relatórios sobre as diferenciações salariais por ramos de atividade e sobre as boas práticas no âmbito da responsabilidade social das empresas e a promoção de um equilíbrio da presença de mulheres e de homens em todos os setores de atividade».

Todas as medidas para relançamento de emprego, vão ainda contar com a integração da dimensão da igualdade de género.

Foram também divulgados os dados sobre a monitorização de uma resolução aprovada em março do ano passado, que pretendia o aumento da participação feminina nos órgãos de gestão. Das 99 nomeações de cargos de topo aprovadas, 62 foram para homens e 37 para mulheres