As buscas para encontrar o pescador que na segunda-feira caiu ao mar ao largo de Peniche, vão continuar hoje e durante os próximos dias mas numa base de oportunidade, disse à agência Lusa o comandante do porto local.

«Vamos continuar as buscas durante o dia de hoje e nos próximos dias, mas numa base de oportunidade, ou seja, como o corpo já desapareceu há algum tempo, não vamos ter pessoas dedicadas apenas às buscas pelo pescador que desapareceu na segunda-feira», disse à agência Lusa o capitão do porto de Peniche Pedro Vinhas Silva.

De acordo com o capitão do porto de Peniche, o pescador estava a lançar covos (espécie da gaiola feita em arame) para a captura de polvos quando caiu ao mar, cerca das 14:50, a norte do Cabo Carvoeiro.

O pescador desaparecido, de 20 anos de idade, pertence à embarcação «Coração Atlântico», cuja guarnição operava, na altura do acidente, com mais três elementos, que pediram socorro e não sofreram qualquer ferimento.

As buscas por mar e terra decorreram durante toda a tarde de segunda-feira e terça-feira por uma patrulha da Marinha e dos bombeiros voluntários de Peniche e um helicóptero da Força Aérea.