«Os meios e a procura dos desaparecidos estão a ser levadas a cabo pelas entidades competentes de busca e salvamento marítimo, e, portanto, está tudo a ser feito para que aqueles que se encontram desaparecidos possam ser encontrados o mais rapidamente possível», disse Manuel Pinto de Abreu à agência Lusa.


«A informação que eu tenho é que tudo estava certificado. As licenças e tudo o que ela [embarcação] devia ter, estavam garantidos. Mais detalhes, só na sequência da investigação que já está a decorrer», sublinhou Manuel Pinto de Abreu, depois de questionado sobre se a embarcação estava equipada com todos os meios de segurança.


















«Temos muita fé, já houve situações destas, com pescadores das Caxinas, que estiveram desaparecidos três dias e acabaram por ser encontrados vivos numa balsa», disse Sandra Silva, irmã do mestre da embarcação, Manuel Silva, que ainda se encontra desaparecido.


Deputados solidários com famílias das vítimas