O automobilista que fugiu após o atropelamento mortal de uma menina de dois anos, no sábado passado, em Elvas, foi identificado e vai ser ouvido em inquérito, disse à agência Lusa fonte policial.

De acordo com a mesma fonte, o automobilista não se entregou, até hoje, às autoridades, mas já recorreu a um advogado que o está a representar junto da PSP e do Ministério Público.

A criança morreu no sábado à tarde na sequência de um atropelamento no Bairro de São Pedro, em Elvas, tendo o condutor do veículo ligeiro fugido do local, sem prestar apoio à vítima.

Segundo a PSP, a criança foi transportada por um familiar para o hospital de Santa Luzia, em Elvas, no distrito de Portalegre, cerca das 15:00, onde foi declarado o óbito.

Sob orientação do Ministério Público, a PSP de Elvas está a realizar um inquérito para apurar as circunstâncias em que ocorreu o acidente, durante o qual será interrogado o condutor suspeito.

A mesma fonte adiantou à Lusa que, depois de concluído o inquérito, o Ministério Público irá tomar uma decisão sobre a aplicação de eventuais medidas de coação.