O Tribunal de Portalegre determinou a prisão preventiva de um homem de 54 anos suspeito da autoria de um incêndio florestal, na passada sexta-feira, perto de Elvas, revelou hoje à agência Lusa fonte judicial.

De acordo com a mesma fonte, o suspeito, atualmente desempregado e natural do concelho de Elvas, no distrito de Portalegre, foi "apanhado por um popular, que o entregou à GNR".

A medida de coação mais gravosa foi aplicada, no sábado, pelo tribunal de turno e divulgada hoje pelo Ministério Público em comunicado publicado na página da Internet da Procuradoria da Comarca de Portalegre.

O incêndio florestal, cujo alerta foi dado na sexta-feira, às 21:21, ocorreu junto à Estrada das Fontainhas, perto de Elvas, tendo o combate às chamas mobilizado 11 operacionais, apoiados por quatro veículos.

Segundo a mesma fonte, o homem estava declarado contumaz, no âmbito de outro processo.