O bairro dos guardas prisionais do Estabelecimento Prisional de Sintra está sem eletricidade desde quinta-feira, segundo apurou a TVI24.
 
Uma avaria no extenso cabo que abastece este conjunto de cerca de 90 casas, a grande maioria delas habitadas por guardas prisionais, deixou cerca de 60 residências sem luz.
 
Segundo fonte prisional, os guardas foram informados que, «na melhor das hipóteses», o problema estaria resolvido apenas na próxima terça-feira, alegadamente por falta de verba para substituir o cabo e por demora na respetiva encomenda e adjudicação deste material.
 

«Só na terça-feira voltaremos a ter luz, porque não têm verba para a reparação. E nós pagamos luz. A quem é que eu me vou dirigir? Ainda ontem fui fazer 200 euros de compras, tenho a arca cheia de carne e peixe e vai tudo à vida», lamentou à TVI24 Luísa M., residente no bairro.

 
A Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais apenas confirma «uma avaria no cabo de alimentação de energia elétrica ao bairro», «em consequência de um curto-circuito».
 

«Esta Direção Geral iniciou, imediatamente, os procedimentos para que o cabo (com cerca de 250 metros de extensão) venha a ser substituído com a maior brevidade possível», acrescenta a resposta enviada por email à TVI24.

 
No entanto, segundo a moradora Luísa M., a falha de luz «está a acontecer sistematicamente». Confrontada com esta informação, a Direção Geral não quis comentar, assim como não adiantou se a falta de eletricidade coloca algum problema de segurança a estas famílias.
 
«Estamos em pleno século XXI, não num país de terceiro mundo», lamentou ainda a mesma residente.