O líder parlamentar do PS acusou, esta quinta-feira, o Governo de ter revelado «impreparação» e «incompetência» na abertura do ano escolar, considerando que grande parte das deficiências resulta de uma política de «cortes cegos».

A posição de Carlos Zorrinho foi assumida na Assembleia da República, numa conferência de imprensa em que criticou a forma como está a decorrer a abertura do novo ano escolar.

«A abertura do ano escolar revelou a impreparação e incompetência do Governo e do Ministério da Educação. Este Governo e este Ministério da Educação têm mostrado maior competência nos cortes cegos que fazem do que na organização do ano letivo», declarou o líder da bancada socialista.