O prazo de inscrição para obter o certificado da prova de inglês do 9.º ano, que terminava hoje, foi alargado até 05 de março, informou o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), que centraliza o processo de inscrições.

«Este prolongamento do prazo vem responder ao pedido de encarregados de educação dos alunos a frequentar o 9.º ano que teriam entendido que estes alunos, já inscritos para a realização do teste, estariam também automaticamente inscritos para a obtenção do certificado, o que não corresponde à verdade», lê-se num comunicado do IAVE divulgado hoje.

O certificado tem um custo de 25 euros, à exceção dos alunos do 9.º ano abrangidos pela ação social escolar.

«Para os alunos a frequentar o 9.º ano abrangidos pelo escalão B da Ação Social Escolar o valor a pagar é 12,50 € e os alunos mais carenciados, abrangidos pelo escalão A, podem obter o certificado sem qualquer custo», recordou o IAVE.

A prova é certificada pelo Cambridge English Language Assessment, entidade pertencente à Universidade de Cambridge, que desenvolve instrumentos de avaliação ao domínio da língua.

É a primeira vez que se faz a prova de avaliação diagnóstica a Inglês, que vai integrar «obrigatoriamente a compreensão da leitura e da expressão escrita, a compreensão do oral e a produção oral», de acordo com um despacho publicado na semana passada em Diário da República.

O teste diagnóstico escrito de Inglês, obrigatório para todos os alunos do 9.º ano, vai realizar-se no dia 30 de abril. A componente da produção oral decorrerá entre 24 de março e 16 de maio e terá a duração de 8 a 10 minutos para cada aluno. O teste é obrigatório para os jovens do 9.º ano e pode também ser realizado por estudantes dos 6.º ao 12.º ano e idades entre os 11 e os 17 anos.

A prova dará acesso a um certificado que pode variar entre os níveis A1 (utilizador elementar), A2 (utilizador básico) e B1 (utilizador experiente), dependendo do resultado individual de cada aluno.