As médias dos exames do 9.º ano baixaram este ano um ponto percentual tanto a Português como em Matemática, face a 2015, revelam os resultados hoje divulgados pelo Ministério da Educação relativos à primeira fase.

A média na prova de Português, realizada por 90.545 alunos, situou-se em 57 por cento, contra 58% em 2015, e no exame de Matemática (94.579 alunos) a média passou de 48% para 47% este ano.

No que diz respeito a reprovações, os resultados melhoraram a Português, com a taxa a diminuir de 10% (em 2015) para 8% agora.

Já em Matemática, registou-se um agravamento de dois pontos percentuais, com a taxa de reprovação a subir de 32% para 34%.

As provas finais do 3.º Ciclo foram realizadas pelos alunos do 9.º ano em 1.232 escolas, incluindo os estabelecimentos de ensino no estrangeiro com currículo português.

De acordo com o ministério, estiveram envolvidos 4.088 professores no processo de classificação e cerca de 10.000 na vigilância dos exames.

“Na prova de Português observou-se que cerca de 73% dos alunos obteve uma classificação igual ou superior a 50%, sendo que na prova de Matemática, cerca de metade dos alunos obteve classificação igual ou superior a 50%”, sublinha o ministério em comunicado.

A tutela considera que se verificaram “correlações positivas bastante acentuadas” entre as classificações internas atribuídas pelas escolas e as notas dos exames.

“Relativamente à taxa de reprovação, salienta-se uma certa estabilidade relativamente ao ano de 2014”, acrescenta.