Notícia atualizada às 20:00

A manifestação promovida pela Frente Comum e que esta tarde reuniu milhares de pessoas junto ao Parlamento terminou pelas 18:00, sem confrontos, depois de alguns manifestantes terem tentado subir a escadaria da Assembleia da República.

À medida que os participantes se iam concentrando junto à escadaria do edifício, algumas dezenas tentaram subir a escadaria, mas foram travados por elementos das forças policiais.

Os manifestantes gritavam palavras de ordem como «O povo unido jamais será vencido».

Centenas de pessoas iniciaram pelas 15:30, no Príncipe Real, em Lisboa, o desfile em protesto contra a austeridade e que exige a demissão do Governo, que segue para o Tribunal Constitucional e com fim previsto na Assembleia da República.

«Não e não ao ataque à Constituição» e «contra os roubos nos salários» eram algumas das palavras entoadas pelos manifestantes que erguiam bandeiras e cartazes em tons vermelho, verde e amarelo, e que exigem a demissão do Governo.

Os manifestantes exigem ao executivo a reposição dos cortes nos salários e nas pensões, bem como a reposição das 35 horas de trabalho semanal e a reivindicação da aplicação dos Acordos Coletivos de Entidade Empregadora Pública (ACEEP), assinados entre os sindicatos e as autarquias e que aguardam a promulgação do Ministério das Finanças para que possam ser aplicados, permitindo a manutenção das 35 horas, contra as 40 horas semanais em vigor na administração pública.