Milhares de portugueses, e milhões de europeus, puderam esta quarta-feira observar o céu enquanto a Lua passava entre o Sol e a Terra.

Em Portugal apenas foi possível vislumbrar o fenómeno de forma parcial, o que levou muitos astrónomos profissionais e amadores a deslocarem-se para norte, onde o eclipse solar foi total.

As ilhas Faroé foram destacadas como um dos melhores sítios para se observar o eclipse, no entanto, a manhã encontrou-se extremamente nublada.

Por cima das nuvens, num avião que sobrevoava as ilhas encontrava-se a repórter da BBC, Liz Bonnin, que assistiu ao fenómeno em primeira mão.


Mais a norte, em Svalbard, não foi necessário recorrer ao avião para observar o eclipse da forma seguinte.