A Procuradoria-Geral da República já recebeu uma carta rogatória da justiça brasileira para que Duarte Lima seja ouvido em Portugal na qualidade de arguido pela morte de Rosalina Ribeiro.

O processo está agora em fase de instrução no Brasil. Falta ouvir Duarte Lima para decidir se vai a julgamento acusado do homicídio de Rosalina Ribeiro, herdeira do milionário Lúcio Tomé Feteira.

O pedido foi enviado às varas criminais de Lisboa para execução.