O professor universitário Duarte Nuno Veira, antigo presidente do Instituto Nacional de Medicina Legal, vai colaborar com a Interpol, anunciou hoje a Universidade de Coimbra (UC).

Em comunicado, a UC adianta que o catedrático vai integrar o Comité Executivo do Grupo de Trabalho em Patologia e Antropologia Forenses do Comité Permanente da Interpol em Identificação de Vítimas de Desastres de Massa.

Aquele grupo de peritos inclui mais seis membros (Guy Rutty e Sue Black, do Reino Unido, David Ranson e Peter Ellis, da Austrália, Peter Knudsen, da Dinamarca, e Antti Sajantila, da Finlândia).

O comité tem como missão "coordenar os trabalhos do grupo internacional de peritos que proporciona aconselhamento e assistência à Interpol no âmbito de procedimentos de coordenação e de estandardização internacional de protocolos operacionais em situações de desastres de massa".

Segundo a UC, os procedimentos definidos por este comité são essenciais no espaço das intervenções em situações reais de catástrofe e de uma efetiva coordenação internacional.

Professor catedrático na UC, Duarte Nuno Vieira presidiu durante 13 anos ao Instituto Nacional de Medicina Legal, entre 2000 e 2013, e é atualmente presidente da Rede Ibero-americana de Instituições de Medicina Legal e Ciências Forenses, sendo nessa qualidade que integra o Comité Permanente da Interpol.