Onze pessoas foram detidas por suspeita de tráfico de droga durante a operação policial realizada pela GNR no festival MEO Sudoeste, que terminou domingo na Herdade da Casa Branca, em Odemira, distrito de Beja.

Os detidos, com idades entre os 21 e os 28 anos, foram sujeitos a termo de identidade e residência (TIR), numa operação que se saldou também por 19 autos de contraordenação por consumo de droga, informa em comunicado o Comando Territorial de Beja da GNR.

Durante a operação direcionada para a segurança e policiamento da 20.ª edição do festival, por onde passaram cerca de 200 mil pessoas, foram apreendidas 606 doses de haxixe, 36 doses de drogas sintéticas, quatro doses de canábis e outras quatro de cocaína, um bastão extensível e 658 euros em dinheiro.

Realizada desde 30 de julho, quando se iniciou o campismo, até hoje, a operação policial contou diariamente com mais de uma centena de militares de todas as valências da GNR.

No comunicado, o Comando Territorial de Beja da GNR destaca "a excelente colaboração" com a organização do “Meo Sudoeste 2016", "facto que permitiu garantir um ambiente de segurança às mais de 200 mil pessoas" que passaram pelo festival.

O promotor do festival, Luís Montez, assegurou, no domingo, terem sido batidos "recordes de público" este ano.

O Sudoeste regressa no próximo ano, entre os dias 2 e 6 de agosto.