A Polícia Judiciária, através da Diretora do Centro, deteve duas mulheres que se preparavam para introduzir 200 doses de haxixe, esteróides anabolizantes injetáveis e seringas, no Estabelecimento Prisional de Coimbra, aquando da visita a reclusos, foi esta quinta-feira anunciado.

Segundo comunicado da Diretoria do Centro, as detenções ocorreram na cidade de Coimbra e foram resultado de uma investigação de quatro meses que visa combater a introdução e comercialização de produtos estupefacientes em meio prisional.

No seguimento das detenções foi ainda apreendido a uma das mulheres 1.200 doses de haxixe, estupefaciente destinado também à cadeia de Coimbra, e 600 euros.

As investigações decorreram em colaboração com os Serviços Prisionais e já levaram à detenção de outra mulher que, em fevereiro, tentou entrar na cadeia de Coimbra transportando 100 doses de haxixe no interior do organismo.

As mulheres agora detidas, de 27 e 22 anos, desempregadas e sem antecedentes criminais, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo sido aplicada à primeira a medida de coação de prisão preventiva e outra ficado sujeita a apresentação às autoridades na sua área de residência.