As polícias portuguesa e espanhola acreditam ter desmantelado parte de uma rede internacional de tráfico de droga que abastecia o norte da Europa com a detenção hoje, no Algarve, de oito homens e a apreensão de duas toneladas de haxixe.

De acordo com o diretor da Diretoria de Faro da Polícia Judiciária (PJ), Mota Carmo, a detenção de cinco homens em Portugal e outros três em Espanha e a apreensão do produto estupefaciente resultou de uma investigação que decorreu durante dois meses.

A operação conjunta da PJ e da Unidade de Drogas e Crime Organizado (UDYCO) de Huelva, da Policia Nacional de Espanha, culminou com a interceção de cinco homens, na Cumeada, no concelho de Tavira, no Algarve, e de outros três em Espanha.

Segundo o diretor da PJ de Faro, dois dos homens detidos no Algarve, estavam colocados em pontos estratégicos para controlar o acesso ao local onde se encontrava o produto estupefaciente, dissimulado num tambor de um camião betoneira.

A PJ crê que os oito detidos, com idades entre os 30 e os 58 anos, de várias nacionalidades, «integram uma rede internacional que se dedica ao narcotráfico e ao abastecimento» do norte da Europa.

No âmbito da operação conjunta das polícias portuguesa e espanhola, além da apreensão das duas toneladas de haxixe, foram também apreendidos dois automóveis.

A investigação conjunta irá prosseguir com vista ao total desmantelamento da rede.

Os cinco detidos em Portugal irão ser presentes ainda hoje às autoridades judiciárias para serem ouvidos em primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais medidas de coação.