A PSP de Vila Real anunciou esta sexta-feira a detenção a detenção em flagrante de um suspeito de tráfico de droga e alegadamente responsável pela venda «de grande parte da heroína, cocaína e metadona» aos consumidores da cidade.

A polícia referiu, em comunicado, que com esta detenção, que ocorreu na quinta-feira, numa das principais avenidas de Vila Real, a «cidade vai ficar mais segura e livre de um dos seus principais traficantes».

Depois de ouvido em tribunal, o suspeito, de 52 anos, vai ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Segundo o comunicado, o homem, já anteriormente detido pela polícia, é «conhecido pela astúcia e extremo cuidado em passar despercebido da prática do ilícito, sendo comum executar manobras de contra vigilância quando se apercebia que estava a ser alvo de controlo».

A PSP explicou que a investigação ao suspeito teve início «há vários meses», tendo sido agora detido em flagrante quando supostamente vendia heroína a dois consumidores, depois de ter regressado da cidade do Porto, onde teria adquirido a droga.

Durante a ação, os polícias da Esquadra de Investigação Criminal apreenderam «algumas doses de cocaína e heroína e uma determinada quantidade em dinheiro».

GNR e PSP detêm oito indivíduos por alegado tráfico de droga

Uma operação que envolveu militares da GNR e agentes da PSP do Porto levou à detenção de oito indivíduos com idades compreendidas entres os 17 e os 33 anos por alegado tráfico de droga.

«Trata-se de um processo que já estava a ser investigado desde o passado mês de fevereiro, ficando a operação concluída hoje, com detenção do último elemento referenciado, o que aconteceu na zona de Paranhos, Porto», disse à Lusa, o capitão Paulo Azevedo do comando territorial de Bragança da GNR.

Dos indivíduos detidos, sete são residentes no concelho transmontano de Vila Flor e um no Porto.

As detenções ocorreram nos últimos dois dias em locais diferentes que vão desde das portagens da A4 em Amarante, onde foram detidos dois indivíduos, até ao concelho de Vila Flor, onde as autoridades detiveram mais cinco pessoas.

A investigação vinha sendo conduzida por elementos afetos ao Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Mirandela.

«Para além dos oito detidos todos do sexo masculino, foram apreendidas cerca de 290 gramas de produtos estupefacientes (Haxixe), cerca de 6.280 euros em notas, dois computadores portáteis, uma viatura, diverso material utilizado para o tráfico de produtos estupefacientes e vários telemóveis», acrescentou o oficial da Guarda.

Na operação estiveram envolvidos 33 militares da GNR e sete elementos da PSP.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Vila Flor, não se conhecendo para já as medidas de coação aplicadas.