A polícia espanhola anunciou hoje que apreendeu 600 quilos de cocaína num veleiro abordado em alto mar a nordeste dos Açores e que tinha como destino a região da Galiza, a mando de uma quadrilha de narcotraficantes daquela região.

O Grupo Especial de Operações da polícia nacional espanhola - apoiados por um navio patrulha da Armada espanhola, abordaram o veleiro, procedente da América Latina, a nordeste dos Açores, detendo os dois tripulantes. Ambos pertenciam a uma organização de narcotraficantes galega que posteriormente foi desmantelada, com a detenção de outras 19 pessoas em Pontevedra (Galiza), Almeria e Córdoba (Andaluzia) e Badajoz (Extremadura espanhola).

Os 600 quilos de droga vinham embalados em pelo menos 24 fardos. A polícia espanhola escusou-se a revelar como realizou a abordagem ao veleiro.

Segundo a polícia, apenas nos últimos três meses esta organização galega tinha tentado introduzir em Espanha seis toneladas de haxiche, que também foram interceptadas em três lanchas.

A investigação a este grupo criminoso iniciou-se em setembro de 2014. O grupo especializou-se em transportar para toda a Península Ibérica haxiche a partir do Norte de África e cocaína a partir da América Latina.

Devido à pressão policial, o grupo tinha deslocado as lanchas e os iates para o sul de Espanha, para a província de Almeria.

Os investigadores também descobriram que o veleiro interceptado tinha sido comprado em dinheiro, e a pronto, em abril, na localidade de Aguadulce (Almeria).

A operação policial foi desenvolvida por elementos da polícia judicial da Galiza, de equipas especiais de Vigo e de Almeria, bem como de brigadas de estupefacientes de Córdoba, Badajoz e de Palma de Maiorca e do Grupo Especial de Operações. Os agentes espanhóis também tiveram a colaboração da Armada de Espanha e da National Crime Agency (NCA) britânica.