A Polícia Judiciária apreendeu desde o início deste ano cerca de 3,4 toneladas de cocaína em Portugal, informou hoje o diretor da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) daquela força de segurança, Joaquim Pereira.

“Este ano tem sido um ano de intensa atividade, permitiu até este momento apreender cerca de 3.400 quilos de cocaína”, afirmou Joaquim Pereira durante uma conferência de imprensa, em Lisboa, a propósito de uma operação ao largo da ilha da Madeira, na qual foi apreendida uma embarcação que continha 1.400 quilos de cocaína e sete pessoas foram detidas.


De acordo com o diretor da UNCTE, a apreensão de quarta-feira, que teve a cooperação da Marinha Portuguesa e da Força Aérea, foi feita no âmbito de uma investigação “iniciada em maio”.

A cocaína, que estava escondida no interior de um compartimento fechado de uma embarcação pesqueira, “teve origem na Colômbia” e tinha “como destino final o mercado europeu”.

Os Açores foram também palco de uma outra operação de droga, mas coordenada pela polícia espanhola, que anunciou na terça-feira ter apreendido 600 quilos de cocaína num veleiro abordado em alto mar a nordeste daquele arquipélago.