Um homem detido pela posse de mais de 32 quilos de heroína e cocaína, suficientes para 325 mil doses individuais, vai ser presente a um juiz de instrução em Valença, disse esta sexta-feira fonte da GNR de Viana do Castelo.

Na operação, desenvolvida na zona do Porto na quinta-feira e iniciada por causa de um camião furtado há três anos em Valença, foi ainda detido outro indivíduo, de 46 anos, entretanto constituído arguido e deixado em liberdade, acrescentou a GNR.

O homem de 45 anos que vai ser presente a tribunal está “indiciado por tráfico de estupefacientes e posse ilegal de armas”, indicou a mesma fonte, explicando que o detido foi encontrado com “três armas ilegais e mais de 30 quilos de droga”.

Em comunicado de hoje, a GNR divulgou ter apreendido 32 quilos de heroína (320 mil doses), um quilo de cocaína (5 mil doses), 360 gramas de haxixe (720 doses), três armas de fogo, duas viaturas topo de gama com matrículas falsas, 4500 euros e mil peças de vestuário e calçado contrafeito.

A GNR apreendeu ainda dois moinhos, uma balança de precisão, uma moca e diversos documentos.

Ambos os detidos residem em Gondomar e estavam a ser investigados pelo furto de um camião, há três anos, em Valença, pelo Núcleo de Investigação Criminal de Valença da GNR.

Os indícios recolhidos por aquela força policial relativamente ao furto da viatura indicavam para “dois suspeitos em Gondomar”, explicou à Lusa fonte da GNR.

Para localizar a viatura e responsabilizar os autores do furto, foi solicitado um mandado de busca e foram feitas as buscas domiciliárias”, acrescentou a mesma fonte.

As apreensões foram feitas pela GNR de Valença após “quatro buscas domiciliárias e sete não domiciliárias, nos concelhos de Gondomar, Ermesinde e Porto”.