A Linha Saúde 24 para idosos, suspensa a 1 de janeiro para responder ao aumento de procura por causa da gripe, continua desativada e sem previsão para voltar a funcionar, disse à Lusa Sérgio Gomes, coordenador da Saúde 24.

O serviço de atendimento da Linha Saúde 24 Sénior foi criado a 25 de abril de 2014, tendo acompanhado mais de 20 mil idosos com mais de 70 anos em menos de dois anos, até ser suspensa.

Na altura a Direção-Geral da Saúde alegou necessidade de mobilizar recursos para fazer face ao aumento da procura da linha devido à gripe, mas também questões orçamentais, prometendo a criação de um novo serviço de atendimento para 200 mil idosos, no próximo contrato com a empresa privada que explora a Linha, conforme foi noticiado em fevereiro.

No entanto, três meses depois da suspensão da Linha saúde 24 Sénior, ainda não há novidades sobre a reativação do serviço ou a sua substituição por outro, pois ainda não terminou o concurso para exploração deste serviço.

No final do ano passado foi aberto um concurso para adjudicar a exploração da linha a uma nova empresa, concurso esse que ainda está a decorrer.

O novo contrato só entrará em vigor em maio, após cessar o contrato de dois anos com a empresa que atualmente explora a Linha, em vigor até ao final de abril.